Curiosidades out 13
Por MN Própolis Loja 2 Comentários

empresa realiza análise e teste em laboratório especializado em toda matéria-prima, registra todos os produtos, devidamente os rotula e certifica-os com Boas Práticas de Fabricação.Ele é doce, nutritivo, saudável e vai bem com uma boa variedade de receitas. Indicado até mesmo para quem faz algumas dietas, o mel é uma delícia e oferece muitos benefícios para nossa saúde.

O que boa parte das pessoas não sabem e especialistas alertam, é que para ter um maior rendimento da matéria prima, no mundo inteiro, marcas vendem o mel adulterado. No Brasil, por exemplo, análises mostraram que 75% dos méis nas prateleiras dos supermercados, são “falsificados”. Mas e agora, como saber se o mel é puro? Aproveite este conteúdo até o fim e aprenda a identificar a qualidade do mel que você consome.

Como saber se o mel é puro?

O mel é um alimento natural, produzido pelas abelhas a partir do néctar das flores. Ele é viscoso, doce e altamente nutritivo. O Mel considerado puro, é aquele que não passou por nenhum processo de aquecimento, filtragem, ou adição de nenhum produto. Para adulterar o mel e aumentar seu rendimento, é comum a adição de ingredientes como: melado, xarope de açúcar ou açúcar invertido, xarope de milho, farinha, amido e até mesmo água.

Como saber se o mel é verdadeiro?

Primeiramente, um fator importante a ser considerado é onde você vai comprar seu mel. Se preferir comprar de pequenos produtores, tenha conhecimento da origem e processamento do produto até que chegue em suas mãos. O mel se não for colhido e conservado direta e corretamente, pode ser contaminado e impróprio para consumo.

Nas lojas de produtos naturais e armazéns, você encontra uma enorme variedade de marcas e pode contar com o auxílio dos funcionários para escolher a melhor opção. Por fim, nos supermercados, é importante que conheça marcas referências e não se deixe levar apenas pelo fator preço. A produção do mel depende exclusivamente do trabalho das abelhas, o que não pode ser programado e nem controlado, sendo assim as colheitas podem variar de cor, aroma, sabor e quantidade. Devido à dificuldade de produção em grande escala, o mel não é um produto de baixo custo, portanto, ao encontrar um mel com valor considerável abaixo dos demais, desconfie.

A primeira forma de prevenir a compra de um mel falsificado é:

Ler o rótulo:

Para o produto estar dentro das normas de produção, ele deve estar rotulado de acordo com as regras e normas, exibindo seu número de registro no MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Além disso, a rotulagem devida garante que você tenha como saber se o mel é puro, por ler a lista de ingredientes. A presença de qualquer nome além do mel, como “xarope de alta frutose” ou “glicose comercial”, indica aditivos.

Agora se você já comprou, está consumindo e ficou em dúvida da qualidade do seu mel, vamos te ensinar formas de testar e saber se o mel é puro ou não:

Teste da Água: Encha um copo com água e dentro despeje uma colher de mel. Se o mel for puro, ele permanecerá junto e descansará ao fundo do copo. Se diluir rapidamente, é um mel adulterado.
Teste de Viscosidade: Pingue uma gota de mel na parte de trás de uma colher, se ele permanecer no lugar e/ou começar a escorrer lentamente, apresenta viscosidade e é puro. No entanto, se escorrer rápido e facilmente é um mel falsicado.
Teste de Solidificação: O mel puro normalmente cristaliza em baixas temperaturas, portanto, você pode deixá-lo por alguns dias na geladeira e ver qual o resultado. O mel adulterado consegue se manter líquido mesmo que exposto à baixa temperatura. Já o mel puro, tende a solidificar a frutose e a glicose presente em sua composição e formar cristais, parecidos com pequenos cristais de açúcar. Porém, este teste não é o mais garantido, já que para cristalizar depende da quantidade de micro grãos de pólen e água presente no mel.Outro fator importante também é a florada, méis com origem da planta assa-peixe, por exemplo, demoram muito mais tempo para cristalizar, enquanto o mel de eucalipto cristaliza rapidamente. No caso de um mel silvestre, devido a origem botânica diversificada, não é possível saber em quanto tempo esse mel pode cristalizar.

Vale lembrar que quando o mel cristaliza ele não perde nenhuma de suas propriedades, apenas muda seu estado físico, assim como água e gelo. Entenda mais sobre como o mel cristaliza e aprenda como descristalizar seu mel, clicando aqui.

Por último, ressaltamos que a falsificação e venda de mel adulterado é crime contra a economia popular e a pena varia de seis meses a dois anos de detenção, além de multa.

Evite prejudicar sua saúde consumindo produtos falsificados ou adulterados, a MN Própolis garante a qualidade e a segurança alimentar em todos seus produtos. A linha de produtos orgânicos conta ainda com selo Orgânicos do Brasil e auditoria feita por empresa especializada.

Confira todos os produtos que a MN Própolis tem, compre online e receba no conforto da sua casa.

Fontes:

Mel

R7 Segredos do Mundo

Melhor com saúde

2 Comentários

  1. João Carlos de Almeida Paes
    26 de fevereiro de 2024

    Tenho uma dúvida, se for adicionada água no mel, por exemplo, 100ml de água em 1kg de mel, ele vai continuar puro ou perde suas propriedades? Pergunto pq me disseram que misturar água no mel ele se torna impuro

  2. Fernando Santos
    27 de fevereiro de 2024

    Primeiro, é importante entender que a definição de “puro” pode variar. No contexto do mel, puro geralmente significa que não foi adulterado com outros açúcares, xaropes ou ingredientes artificiais. Adicionar água ao mel não altera sua composição química básica, mas pode diluir suas propriedades.

    Quanto às propriedades do mel:

    – Antioxidantes: O mel é rico em antioxidantes, que combatem os radicais livres e protegem as células do corpo. A adição de água não afeta significativamente os níveis de antioxidantes do mel.
    – Enzimas: As enzimas do mel contribuem para sua ação antibacteriana e digestiva. A água pode desativar algumas enzimas, mas em pequenas quantidades (como 100ml em 1kg de mel), o efeito é mínimo.
    – Sabores e aromas: A água pode diluir o sabor e aroma do mel, tornando-o menos intenso.

    Em resumo, adicionar 100ml de água em 1kg de mel não o torna impuro no sentido de adulterado. No entanto, a água pode diluir algumas de suas propriedades, como sabor, aroma e atividade enzimática. Se você busca os benefícios do mel em sua forma mais concentrada, é recomendável consumi-lo puro.

    Alguns pontos adicionais a considerar:

    – A quantidade de água adicionada: quanto mais água, maior a diluição das propriedades do mel.
    – O tipo de mel: diferentes tipos de mel variam em sua composição e propriedades.
    – O armazenamento: o mel com água pode ter menor tempo de validade e necessitar de refrigeração.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.

0
    0
    Seu Carrinho
    Carrinho VazioVoltar a Loja
    Abrir bate-papo
    1
    Olá 👋
    Podemos ajudá-lo?